Permito o Uso de cookies para:

Nova Data

B.I

O que é SEO?

Amanda Ribela

Amanda Ribela
23 de março de 2021

O marketing digital está em constante crescimento, mas você sabia que o SEO é um dos pilares que o torna viável e vantajoso? O SEO é muito importante para garantir a você uma boa colocação nos buscadores. Mas você sabe o que é e quais as vantagens dele para seu site?

Pensando nisso, criamos este artigo para mostrar o que é SEO e como usá-lo de maneira efetiva. Acompanhe com a gente.

SEO

Antes de mais nada, SEO significa “Search Engine Optimization”, ou em português “otimização para mecanismos de busca”. Nesse sentido, é um conjunto de técnicas com o objetivo de melhor posicionar uma página de maneira orgânica.

Usando desse conjunto de técnicas, você garante os primeiros posicionamentos nos buscadores. Assim, você consegue mais visibilidade e relevância em seu mercado.

As estratégias são focadas, principalmente, em criação de conteúdo relevante e otimizado, construção de autoridade e na melhor experiência de usuário.

Conforme o resultado de uma pesquisa, um terço dos usuários clicam no primeiro resultado de pesquisa, mais de 20% no segundo e do quarto para baixo são menos de 8% dos acessos. Ela indica ainda que 91,5% dos usuários ficam na primeira página de pesquisa. Por isso, a importância de estar atento aos primeiros resultados dos buscadores.

Um pouco de história

O “Architext” foi criado em 1993, que mais tarde se tornou o “Excite”, esse foi o primeiro buscador da internet. Com o passar dos anos, outros mecanismos de buscas foram criados, como o Yahoo!, em 1994.

Somente em 1997 surge o Google, fundado por Larry Page e Sergey Brin. O objetivo era ter uma ferramenta de busca em larga escala que, usando a estrutura de links, organizasse a internet. Essa organização ocorreria com base na relevância das páginas de acordo com a busca dos usuários.

A ideia foi tão bem aceita que, em dezembro do ano de sua estreia, a revista PC Magazine elegeu o Google como o primeiro buscador no Top 100 Web Sites. Juntamente com o elogio da revista sobre a capacidade de oferecer resultados positivos e relevantes aos usuários.

O ano de 1997 foi definitivamente muito importante e com grandes marcos. Foi nesse ano que o SEO foi mencionado pela primeira vez. No livro “Net Results”, escrito por Bob Heyman, Leland Harden e Rick Bruner, surge o tema e é debatido por causa do posicionamento de uma banda musical da época.

Nos anos 2000 surgem os links building, ou seja, uso de links em seu conteúdo que levem a outras páginas, sejam internas ou externas. Essa técnica ajuda no melhor ranqueamento da página.

Nesse mesmo ano, o Google Toolbar lançou o Pagerank para sites, que dava uma nota aos links. Com isso, ficou possível mensurar e metrificar o link building. E também, foi lançado o Google Adword, que permitia links patrocinados.

Ferramenta “Florida”

O ano de 2003 mudou o conceito de SEO para sempre, com o lançamento da ferramenta “Florida”. Essa ferramenta era um filtro aplicado nas pesquisas, que identificava palavras chaves específicas. Durante seus testes, foram removidos de 50 a 98% dos sites listados. Esses eram apenas afiliados e usados para gerar visualização e venda.

Na época, houve muita revolta por parte dos proprietários, mas logo depois, o resultado foi positivo. Isso porque eles passaram a investir de maneira inteligente nos sites. Assim, os resultados das pesquisas passaram a ser ainda melhores para os usuários. 

Essa foi a primeira de várias atualizações e ferramentas criadas pelo Google para melhorar os resultados dos usuários.

Rastreamento, indexação e exibição dos resultados

Esses são os 3 principais pilares para as respostas das buscas feitas.

O rastreamento ou crawling é feito por robôs do Google, os chamados Googlebot, que identificam as páginas e enviam os índices ao buscador.

A indexação é o processo em que cada página é rastreada e incluída em uma espécie de biblioteca, que funciona como índice. Nela são armazenados todos os conteúdos da página, assim como data da publicação, região, título e descrição.

Na exibição, as páginas indexadas são selecionadas e listadas de acordo com as informações e relevância. Depois de todo esse processo, os resultados para a busca aparecerão.

SEO X SEM  

O SEO se baseia em técnicas para melhor ranquear uma página de maneira orgânica.

O SEM, “Search Engine Marketing”, por outro lado, usa as técnicas de marketing voltadas para as buscas. Ou seja, ele vai usar também links patrocinados.

Por outro lado, a grande diferença entre eles é que o SEO visa a busca sem investimento, de forma orgânica. Já o SEM se baseia principalmente em mídia paga.

Fatores de ranqueamento

Sabemos que são mais de 200 aspectos que fazem um site ficar bem ranqueado. Apesar disso, o Google não revela quais são exatamente esses fatores. Entretanto, sabemos de algumas técnicas muito importantes e que influenciam diretamente no ranqueamento de sua página. Veja as principais técnicas.

Qualidade do conteúdo

Esse é o fator mais importante de acordo com o Google. A relevância de sua página e a resposta que ela apresenta aos usuários é decisiva para a sua colocação.

Além de apresentar um conteúdo de qualidade e que não seja cópia, e se for, você será penalizado. O conteúdo deve ter mais de 300 palavras. Ele deve ser objetivo e feito com base nas regras de SEO, como o uso de palavras-chaves, tamanho das sentenças, descrição etc. 

Assim como sua página apresentará um melhor ranqueamento, ela ajudará a criar maior notoriedade e autoridade em seu mercado. Vai oferecer ainda mais segurança e credibilidade para você e com seus consumidores. O tempo de permanência também está ligado a qualidade do conteúdo, assim como na posição nos buscadores.

Escaniabilidade do conteúdo

A maior parte das pessoas entram nos sites e, antes de ler, dão uma ‘olhada geral’ para encontrar o que querem. Por isso, é importante que seu conteúdo seja facilmente escaneável. Use sempre:

  •       Parágrafos curtos;
  •        headings (ou cabeçalhos);
  •        bullet points;
  •        negrito;
  •        imagens;
  •        etc.

Site responsivo

A grande parte dos acessos e pesquisas são feitas por dispositivos móveis. Portanto, é muito importante que o conteúdo do seu site se adapte às diferentes resoluções de tela.

Assim como, o Google já declarou que as páginas responsivas ou móbiles são priorizadas nas primeiras colocações.

On page

Isso se trata de todas as alterações dentro das páginas e que são entendidas como boas práticas de SEO. Elas permitem que os robôs entendam melhor os conteúdos dos sites. Dentro da “on page” existem diferentes elementos, como:

  •       Title tag – o título da página no buscador; 
  •       Meta description – a descrição abaixo do título;
  •       Heading Tags – identifica os títulos e a relevância do conteúdo do site;
  •       Texto alternativo – os textos que descrevem as imagens;
  •       etc.

URL do seu site

As URLs também são analisadas e impactam no ranqueamento. Quanto mais focada no assunto e simples ela for, melhor é. Por isso, evite usar muitos números ou palavras, deixe o mais claro e fácil possível. Além disso, use a palavra-chave do seu conteúdo.

SEO Off Page

Existe também o SEO Off, que está ligado a fatores fora do site e que na maioria das vezes, você não pode controlar. Apesar disso, você pode usar estratégias como link building, guest post, ações de co-marketing  etc. Em todas elas você colocará links e ajudará com conteúdo para outras páginas ou sites e, com isso, melhora sua autoridade.

Lembre-se, quanto melhor for a experiência de seu usuário em suas páginas, melhor será a sua colocação nos buscadores. Por isso, invista em um site de qualidade, para que você possa ser bem ranqueado. 

LEIA TAMBÉM

B.I

Você sabe como funciona o Inbound Marketing? Bom, dentro de um negócio é necessário divulgá-lo ao público. Isso pode ser feito da forma tradicional, com apelo comercial, ou através do Inbound. Dessa forma, ao invés de impor uma venda, primeiro é apresentado o seu valor para depois oferecer o seu serviço. Quando falamos de valor […]

Gabriella Rocha Gabriella Rocha

B.I

O Google Search Console veio para ficar! Ele é um recurso gratuito e muito valioso fornecido pelo Google. Através dele, é possível monitorar o nível de eficiência de uma página diante dos mecanismos de busca. Além disso, te ajuda a turbinar as suas estratégias de SEO. Entenda abaixo o que é e como funciona o […]

Gabriella Rocha Gabriella Rocha

B.I

Primeiramente, o seu interesse pelo SEO nos mostra que em algum momento já ouviu falar nesse termo. Por isso, você merece os parabéns por ter chegado até aqui! Agora, você tem noção da necessidade dessa prática dentro do Marketing Digital? Caso ainda não saiba, isso não é um problema! Nós, da Nova Data, iremos te […]

Gabriella Rocha Gabriella Rocha